sábado, 25 de junho de 2011

Esaú e Jacó.

“E Isaque orou insistentemente ao SENHOR por sua mulher, porquanto era estéril; e o SENHOR ouviu as suas orações, e Rebeca sua mulher concebeu”.
E os filhos lutavam dentro dela; então disse: Se assim é, por que sou eu assim? E foi perguntar ao SENHOR.
“E o SENHOR lhe disse: Duas nações há no teu ventre, e dois povos se dividirão das tuas entranhas, e um povo será mais forte do que o outro povo, e o maior servirá ao menor.” Gn 25.21-23

            Rebeca, assim como Sara, também era estéril. Mas, em resposta às orações de Isaque ela concebeu. Devido a um questionamento de Rebeca acerca da luta de seus filhos no ventre, Deus lhe disse que o maior serviria o menor. (Vs. 21,22 e 23) 

          Qual é o teor dessa mensagem? É que as bênçãos de Abraão e de Isaque seriam também de Jacó e não de Esaú? Mas Esaú não era o primogênito e assim teria o direito de ser o descendente abençoado? Sim. Mas Deus quis mudar tudo – ou disse que mudaria e mudou. Injustiça Dele? De forma nenhuma, diz o apóstolo Paulo. Todas as coisas são Dele e por Ele. Ele é o Senhor – criador e sustentador de tudo! Também das bênçãos espirituais!

            Mensagem difícil de entendermos? Sim, mas pode ser explicada pela onisciência de Deus. O que não devemos é de alguma forma pervertê-la para agradar nossos conceitos.

            O apóstolo Pedro, após uma explicação do mestre concluiu que era impossível o homem se salvar e Jesus disse a ele que sim, era impossível – mas para Deus tudo era possível! Quando Deus trabalha no “barro” ele pode alcançar coisas impossíveis...

            “Vós tudo perverteis, como se o oleiro fosse igual ao barro, e a obra dissesse do seu artífice: Não me fez; e o vaso formado dissesse do seu oleiro: Nada sabe.” Is 29.16

            Pode o barro dizer ao oleiro, que fazes? Ou como descrito no versículo acima dizer que Ele nada sabe? 

Pois é...


Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.Rm 8.29


Nenhum comentário:

Postar um comentário