sábado, 25 de junho de 2011

Onde está o Senhor Deus de Elias?


“E tomou a capa de Elias, que dele caíra, e feriu as águas, e disse: Onde está o SENHOR Deus de Elias? Quando feriu as águas elas se dividiram de um ao outro lado; e Eliseu passou.” II Rs 2.14

Logo após Elias ser arrebatado ao céu num redemoinho, Eliseu se encontra diante de uma dificuldade - o Jordão. Já tinha passado por ali com Elias e repetiu o mesmo procedimento de seu antecessor, ferindo as águas com sua capa e fez este questionamento a Deus - onde está o Senhor Deus de Elias?

Ele precisava continuar o trabalho de Elias, para o qual o próprio Deus o tinha designado e já estava diante de uma adversidade. Será que aquela pergunta seria interpretada assim? Onde está o Deus de Elias que mandou me ungir profeta em seu lugar? Ou, onde está o Deus de Elias, pois ele ao lançar a sua capa sobre as águas elas logo se dividiam para que ele pudesse passar? 

Qual seria o enfoque principal deste tema? Um profeta chamado por Deus diante de uma dificuldade e agindo como o antecessor fazia – pois ele fez exatamente como Elias fazia, e o Deus que o chamou também foi com ele? O Deus de nossos antecessores é o nosso Deus? Temos agido conforme eles agiam? Temos tido o cuidado de manter os mesmos ensinos recebidos deles?

Ou, um profeta que precisa conhecer melhor o seu Deus e dizer apenas onde está o Senhor, o meu Deus? O Deus de nossos mestres e pastores também precisa ser o nosso Deus – precisamos de experiências particulares com Ele. Precisamos de crescimento espiritual... 

Elias não estará para sempre conosco. No Livro dos Juízes a palavra nos mostra de forma até repetitiva que na morte dos líderes o povo morria espiritualmente e se desviava. Não seria isso uma falta de se prosseguir em conhecer a Deus, como nos orienta o profeta Oséias - “conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor...” e também no Livro do profeta Ezequiel, capítulo 47 e versículo 5 – “... porque as águas eram profundas,...”? 

Estamos atentos a esses particulares? É necessário para que possamos estar preparados para dar continuidade ao trabalho de Deus, sem se desviar Dele, caso Elias seja tomado de nós.

 Pois é...

--------------------------------------------------------------------------------
“E, quando o SENHOR lhes levantava juízes, o SENHOR era com o juiz, e os livrava da mão dos seus inimigos, todos os dias daquele juiz; porquanto o SENHOR se compadecia deles pelo seu gemido, por causa dos que os oprimiam e afligiam.” Jz 2.18
“Porém sucedia que, falecendo o juiz, reincidiam e se corrompiam mais do que seus pais, andando após outros deuses, servindo-os, e adorando-os; nada deixavam das suas obras, nem do seu obstinado caminho.” Jz 2.19

--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário