segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Para onde estamos olhando?

Seja na política ou na economia, no trabalho ou na escola, no nosso dia-a-dia em geral, parece que as pessoas não se entendem mais e em meio a tudo isso, para onde temos olhado?

Para a bolsa de valores, para a presidenta, para o professor ou o chefe?  

No Salmo 123, versículo 2, temos um crente farto das zombarias e desprezo dos soberbos, mas, levantava seus olhos para os céus, atentando para o Senhor, esperando que Ele tenha piedade.

Temos agido assim, esperando na misericórdia dEle ou estamos a agir segundo nossa força e ímpeto?  Usando nossas estratégias teremos vitória? 

Esperar nEle não é fácil. Talvez seja, em alguns casos, o procedimento mais difícil a ser seguido.

Só espera quem tem frutos do Espírito, quem é longânimo, quem crê.  A espera gera maturidade em nós e o crescimento espiritual é certo ao se praticá-la. 

Na Bíblia temos a história de Ezequias, um rei que decidiu esperar no livramento de Deus. Mesmo sendo cercado por um grande exército assírio, esperou em Deus e não se decepcionou por isso.

 Davi também testifica no Salmo 40 que o Senhor o ouviu após sua espera nEle, tirando-o de um lago horrível, de um charco de lodo. 

O apóstolo Pedro andava sobre as águas, mas quando parou de olhar para o Mestre, começou a afundar. Para onde estamos olhando? Ao olharmos para a tempestade, os ventos, só nos farão afundar!


Olhemos, pois, para aquEle que habita nos céus!


Nenhum comentário:

Postar um comentário