terça-feira, 15 de novembro de 2011

Lamentação sobre o rei de Tiro.

Entre muitas profecias sobre as nações, realizadas pelo ministério de Ezequiel, na terra dos caldeus, temos uma palavra a respeito do rei de tiro, isso já no capítulo 28, a partir do verso 11.

Deus estava realizando um juízo no mundo daquela época e parece que dá uma paradinha e começa a falar de outra pessoa? Sim.

Começa dizendo que ele era o aferidor da medida, cheio de sabedoria e perfeito em formosura. 

E continua: "estavas no Éden, jardim de Deus; toda a pedra preciosa era a tua cobertura...”.

No verso 14, parece esclarecer melhor, pois mostra que o texto esta se referindo a um querubim ungido para proteger. Alguém perfeito até que se achou iniquidade nele. E qual foi? Soberba. 

“Esta mensagem é complementada pelo profeta Isaías, no capítulo 14, falando de alguém que dizia: “subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo”, mas a sentença é imediata:”, contudo, serás levado ao inferno, ao mais profundo do abismo”.

Que Ele nos guarde e nos afaste de sentimentos de superioridade, pois é algo que precede a destruição e a queda, como diz no Livro de Provérbios de Salomão.

Estamos abertos para aprender sempre, prontos para ouvir? Modéstia e simplicidade tem feito parte de nossas características? 


Pois é...




Nenhum comentário:

Postar um comentário