segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

"Dize aos filhos de Israel que marchem."


“Então disse o SENHOR a Moisés: Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem.” Ex 14.15

Diante de tantas dificuldades, o povo murmura e Deus manda Moisés dizer-lhes para continuar, mesmo com o mar Vermelho a sua frente. Ele estava querendo um passo de fé? Pois poderia ter destruído os egípcios lá trás, ou nem permitido que eles os perseguissem. Qual o enfoque da mensagem deste texto? O plano de Deus era que o povo de Israel ficasse totalmente livre para serví-lo no deserto, então o opressor deveria ser aniquilado? Estamos inquietos, ansiosos como o povo diante do mar? "Basta a cada dia o seu mal...", seria uma resposta bíblica para nós?

“Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.” Mt 6.34

Então, como estamos nos comportando diante das dificuldades, perseguições que Ele tem permitido enfrentarmos? Murmurando, dúvidas e questionamentos ou fé? Ele não tem o domínio de tudo?

“E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.” Rm 8.28

“Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade.” Fp 2.13

Em muitas ocasiões no livro do Êxodo vemos Deus falando com Moisés que endureceria o coração do “rei” – Faraó, pois seria para a sua glória. 

“COMO ribeiros de águas assim é o coração do rei na mão do SENHOR, que o inclina a todo o seu querer.” Pv 21.1 

Se a nossa vitória está demorando aos nossos olhos, não poderia ser um endurecimento de Deus na vida de nossos inimigos para que o seu nome seja glorificado em nossas vidas? Esperar em Deus para que nossas forças sejam renovadas e termos paciência para discernirmos o tempo dEle tem sido nossa oração diária?  Precisamos aprender mais a depender dEle, da sua providência.

“Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.” Is 40.31

Qual é a nossa situação? Estaríamos iguais a Josué no primeiro capítulo de seu livro – diante de uma grande responsabilidade (liderar o povo) e ouviu a voz dEle dizendo “... não temas, nem te espantes”? Ou, nos achamos o menor e Ele nos diz “... vai nesta tua força Gideão...” e você se olha e pensa, mas que força? Ou somos como Davi, ungido, mas inexperiente diante de um gigante, mas com a voz do Eterno no seu coração dizendo “Vai e vencerás...”

 Numa situação ou noutra, nós como "Israel de Deus pela fé", precisamos depositar nossa confiança só nEle! E marchar, não é mesmo?



“Os que confiam no Senhor serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre.” Sl 125.1




Nenhum comentário:

Postar um comentário